Vejam o exemplo deste próximo ano, 2 + 17 = 19 que pelo método reducional gera o 10 que regerá de frente 2017; no entanto, o 17 denota a “Sombra”

Previsão Tarótica de 2017
Cláudio Carvalho
Previsão Tarótica de 2017

Apesar de haver o aspecto de influências no Trunfo Regente do Ano em questão, por exemplo, 2 + 0 + 1 + 7 = 10, como costumeiramente se faz o cálculo, há também uma Influência Oculta quando somamos estes mesmos números diferentemente. Vejamos o exemplo deste próximo ano, ou seja, 2 + 17 = 19 que pelo método reducional gera o 10 que regerá de frente 2017. No entanto, o 17 denota a “Sombra” que deve ser trabalhada junto as influências claras (a palavra clara aqui está ligada ao luminoso ou dia) do Trunfo vigente, neste caso proveniente da Fortuna. 

○Leia também:  Os Símbolos dos Arcanos Maiores

Essa “Sombra” possui uma dinâmica própria que exacerba o processo psíquico-emocional em lidar com desafios não só oriundos do Trunfo X, mas, principalmente dela mesma a fim de potencializar o processo de desenvolvimento humano durante o trabalho interno, que será realizado nos trezentos e sessenta e cinco dias (365) do ano. Obviamente esse trabalho interno deve ter quatro tipos de laboratórios para sua operação, isto quer dizer, os quatro níveis ou planos, são eles: material, mental, emocional & espiritual.

Essa observação da práxis anual a partir das experiências com as células do Tarô de Crowley & Harris, foi concebida após anos de observação e metodologia não apenas científica, mas, principalmente pelos sintomas manifestados na psiquê e ações das pessoas como um todo. Sendo assim, é de minha total responsabilidade essa inclusão em minha Previsão no que concerne a origem do Trunfo “Sombra” para o ano vigente neste caso.

Apenas gostaria de frisar que a Ciência Tarótica não se prende a conceitos tradicionais de previsão, contudo seu enfoque é direcionado ao desenvolvimento perene de modelos que abrangem outros níveis de entendimento. Como o conceito Pitagórico aplica: Todas as coisas são números. 

Todo Ciclo possui um período de transição, em que duas correntes de energia se encontram de modo que são filtradas para que cada uma ocupe o lugar que lhe é próprio naquele período de tempo. Não poderia ser diferente com a Fortuna que tecnicamente lançará os seus primeiros feixes de energia transformadora a partir do Solstício de Verão (21 de Dezembro de 2016) ainda que tenha sua regência “oficialmente” a partir do dia 1° de Janeiro até o dia 31 de Dezembro de 2017. Sua influência será manifestada mais intensamente a partir do Equinócio de Outono (21 de Março de 2017). 

Quanto o Trunfo X também ser denominado A Roda da Fortuna é no sentido mais simples da acepção que cada idéia, palavra & ação contém sua oposição e contradição, uma vez que cada uma destas partes faz parte integrante de um todo original como uma espécie de Fonte. Essa Fonte é o manancial de todo EQUILÍBRIO. Para referência, o leitor pode recorrer ao Livro de Thoth, de Aleister Crowley.

O ano de 2017 está sob a égide do Trunfo X – Fortuna, conhecido como A Roda da Fortuna. Contudo, haverá uma Influência Oculta ou “Sombra” vinda do Trunfo XIX – O Sol.

O Trunfo Regente do Ano: Fortuna - O Senhor das Forças do Mundo

Contexto Espiritual de Fortuna 
Tendências básicas: Os aspectos centrais conferidos pela Fortuna são expansão e auto realização.

Princípio Guia: A roda como símbolo do revolver dos céus, as estrelas das quais proclamam os destinos dos seres humanos. 

No Ano de 2017 o Arcano Fortuna irá trabalhar os aspectos de mudança & renovação de um trabalho permanente que deverá ser feito interiormente e externamente, uma vez que a base para qualquer transformação deve ter esses dois planos. O momento é importantíssimo, pois um novo epiciclo se inicia, dando seus primeiros passos para a entrada de uma nova consciência que determinará todo um processo que levará mais 9 (Nove) anos para se desenvolver, amadurecer e findar-se novamente assim como apresenta a Roda do Destino.

○  Quem é Exú no Candomblé: A Boca do Mundo

As experiências passadas no último epiciclo devem surtir efeito como uma espécie de preparação para 2017. Isso, por certo, foi o resultado de todo um trabalho laborioso que alguns fizeram internamente, trabalhando questões psíquico-emocionais que despenderam grande energia para identificação do problema, reconhece-lo e em seguida trabalha-lo. Assim, se houve um resultado efetivo & positivo, chegou a hora de ser estabelecido de forma clara e concisa esse resultado nas ações diárias, com o principal intuito de expansão por meio da discriminação obtida com longo esforço durante os últimos 09 anos do ciclo precedente. As necessidades que foram alinhadas em 2016 devem ser realizadas definitivamente como meio e conduta de vida em 2017.

O Ano da Fortuna costumeiramente é estabelecido no contexto individual, pela forte criatividade aliada a estruturas impulsionadoras que podem desencadear um série de ativações para melhoria e progresso de cada ser humano, uma vez que Júpiter/Zeus, o pai, renova as tendências para o sucesso e trabalho com recompensas. A energia da Fortuna é contundente no que tange ao propósito de cada um, esse propósito deve ter como meta o progresso a fim de oferecer sustentação e autoconfiança na vida das pessoas.

Quanto as disposições e constructos coletivos, haverá forte preponderância para renovação das bases que eram consideradas até então como uma espécie de “cláusulas pétreas”, isto quer dizer, consumada e sacramentadas como verdades que não podem ser mexidas, sequer transformadas em algo “diferente”. No entanto, o fluxo ricamente concentrado Jupteriano poderá ser conflitante com o poder ctônico das forças Saturninas do subconsciente que se emanciparão em 2017 – regido por Saturno – na procura de um retorno ao ‘primitivismo’, ao atavismo singular que levará a todos retroagir aos seus instintos e também aos poderes do irracional, e se ater intuitivamente à novas camadas de percepção que ajudarão as pessoas mais sensíveis principalmente, no sentido de libertação das restrições vigentes. Por isso, 2017 será um ano de muitas revoluções, ativismos e queda do status quo.

Esse é um lado de Saturno/Cronos que poucos conhecem, uma vez que a perspectiva clara dele é reconhecida como limitadora e não ir (restritiva).

Haverá apostasia de credos, sejam religiosos, políticos ou mesmo sociais no contexto familiar como núcleo da sociedade, e a falência definitiva dessa instituição tão exaltada pelos circuitos sócio religiosos por mais de 20 séculos.

Por exemplo, a autoridade ou hierarquia que é um dos principais aspectos de Júpiter pode iniciar sua queda, e assim todos os sistemas de leis e de organização social, principalmente as entidades públicas em questão, podem estar a um passo de colapsar, ainda que, isso ocorra de forma paulatina, mas já dando seu primeiro passo em direção a fortíssima mudança de paradigma que a civilização já está passando. Liberdade de expressão e também a filosofia, educação e religião estarão em evidência em 2017.

De qualquer forma esses aspectos deverão ser trabalhados inevitavelmente, para combater o enorme egocentrismo, que ainda tentará ser aplicado pelas autoridades de forma tirânica e fria.

O mundo passa por transformações iminentes, mas lembre-se que essa mudança, é mais do que necessária, ela é potencializada a todo instante para que o Equilíbrio surja e crie bases sustentáveis.

A Fortuna vem para criar, otimizar e reconstruir pontes e alicerces para a aurora de uma nova consciência que se iniciou em 2012, e que agora se constrói a partir de 2017. Seu conselho é que existe alternância enquanto se vive, mas existe a Estabilidade que surge com as mortes diárias. Viva a vida, mas morra um pouquinho a cada dia, pois somente assim, a Roda gira e a estabilidade se ergue.

O Trunfo "Sombra"ou Influência Oculta: O Sol – O Senhor do Fogo do Mundo

Previsão Tarótica de 2017
Cláudio Carvalho
Previsão Tarótica de 2017

Tendências básicas: Os aspectos centrais conferidos pelo O Sol são discernimento e transformação.

Princípio Guia: O Sol como fonte de toda vida: como o generoso princípio que  incondicionalmente dispende de toda sua energia.

O Sol (Trunfo XIX) será a grande “Sombra” para 2017. Esse será o retrato desafiador e que mostrará as tendências mais íntimas a todos que estiverem sabotando suas metas e consequentemente causando conflitos diários em suas vidas. Lembrando de antemão que o Sol também cega, pois sua luz pode se transformar na falta de entendimento do mundo que o cerca, impedindo de se reestruturar segundo o potente ciclo de abertura para os próximos nove anos que se encaminharão em passos largos daqui para frente.

O Sol que é regida pela letra RESh ou Cabeça, denota a necessidade em obter senso discriminatório e clareza de visão para se percorrer um caminho que será de tensão e ao mesmo tempo de satisfação por determinadas conquistas alcançadas. Deve-se ter em conta, que a carga psíquica & emocional de 2017 será devastadora quando se tratar das ações anteriores, isto é, do processo de causa e efeito que percorreu nove anos, e que só agora será liberada para novas mudanças à vista.

A perspectiva solar é versátil e volátil, assim como a consciência que não se prende as restrições convencionais aplicadas pela moral estéril vinda de pessoas sem qualquer senso do que seja realmente liberdade. Este ciclo apontará para esse processo, a focar formas perenes de desenvolvimento, a caminhar para adiante sem olhar para trás. Eis a expansão que O Sol oferece, contudo, cada um de nós deverá estar aberto as forças de nossa Sombra, a trabalhar com Ela cada segmento de nossa vida e perceber em sua totalidade o planisfério de nosso propósito no mundo daqui para diante.

A responsabilidade em levar adiante este segmento será preponderante para um salto quântico de consciência, que até então, vem sendo pavimentado por determinadas energias que alimentaram grandes consciências. Agora, chegou a vez de coloca-las em prática.

O conselho que O Sol dá é que será necessário reconciliar com a Sombra em 2017 e desta forma a auto realização será o resultado de todo um trabalho de anos e que se consuma sob a luz do nosso princípio mais íntimo.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.