Entenda a simbologia do Arcano, a Roda da Fortuna

No tarô tradicional a simbologia do Arcano X (י + א = Aleph + Yod = 0 & 1 ou 10) – A Roda da Fortuna – é usada e explanada costumeiramente para deitadas, palestras e cursos como uma espécie de "boa fortuna", coisas positivas baseadas em aspectos exteriores ou circunstanciais, como Mudanças de Ciclos, transformações e etc.

Tarô de Thoth: A roda da fortuna
Cláudio Carvalho
Tarô de Thoth: A roda da fortuna

Leia mais: ○  Um pouquinho de Cartomancia

○  Âmbar: uma resina mágica

Não deixa de estar certo quando esse ponto de vista alcança o que era oferecido aos homens em certas Æras passadas, contudo, com a vinda da segunda encarnação do Tarô de Thoth (a primeira foi com Jean-Baptiste Alliette aka Etteilla), o elemento sorte não é mais assim considerado. 

Hoje, com a influência da Æra de Aquarius-Leo, a percepção Jupiteriana (signo que rege o Atu - palavra Egípcia que significa Casa ou Abadia), faz existir um fator incalculável, e desta forma, surge uma nova percepção em que a Roda das Revoluções é feito de mudança & estabilidade o tempo todo, mas sob aspectos quânticos, além do espaço-tempo. Portanto, na Nova Æra se percebe e considera-se a saber que o Centro da Roda é senão você mesmo em sua Totalidade.

A sua vida já está escrita desde o nascimento

A Fortuna não ocorre necessariamente pelo giro da Roda, dos altos & baixos de sua eterna rotação que em sua origem iconográfica era um 'timão', mas pela Força do seu Centro (do latim Fors – Força), do seu Eu Interior ao criar um campo vibracional que transforma tudo a sua volta. O que eu quero dizer, é que o horizonte de eventos segundo a simbologia do Arcano X faz com que sua "Consciência-Roda" seja o seu próprio universo , e assim, você é a própria Tykhe, a divindade tutelar responsável pela Fortuna. Portanto, a FORTUNA da Nova Æra diz: Faça o Caminho que É você mesmo, e assim terá uma Nova Percepção do que seja Você em sua Totalidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.