Quem é (ou são) Ibeji, as divindades crianças do Candomblé

Ibeji é o Orixá-Criança, na realidade, duas divindades gémeas infantis, ligadas a todos os orixás e seres humanos. Por serem gêmeos, são associados ao princípio da dualidade, por serem crianças, são ligados a tudo que se inicia e nasce: a nascente de um rio, o nascimento dos seres humanos, o germinar das plantas, etc.

Ibeji na nação Ketu, ou Vunji nas nações Angola e Congo. É o Orixá Erê, ou seja, o Orixá criança. É a divindade da brincadeira, da alegria; a sua regência está ligada à infância.

Ilustração de Ibejí
Reprodução/Tumblr/afroklectic
Ilustração de Ibejí

Ibeji está presente em todos os rituais do Candomblé pois, assim como Exú, se não for bem cuidado pode atrapalhar os trabalhos com as suas brincadeiras infantis, desvirtuando a concentração dos membros de uma Casa de Santo... É o Orixá que rege a alegria, a inocência, a ingenuidade da criança. A sua determinação é tomar conta do bebé até à adolescência, independentemente do Orixá que a criança carrega.

○ Leia mais:  Oxum: a Deusa do Amor

Na África, O Ibeji é indispensável em todos os cultos. Merece o mesmo respeito indispensável a qualquer Orixá, sendo cultuado no dia-a-dia. Ibeji não exige grandes coisas, seus pedidos são sempre modestos; o que espera como todos os Orixás, é ser lembrado e cultuado.

O poder de Ibeji jamais podem ser negligenciado, pois o que um orixá faz Igbeji pode desfazer, mas o que um Ibeji faz nenhum outro orixá desfaz. E mais: eles se consideram os donos da verdade.

○  A Chanupa: O Cachimbo Sagrado

Ibeji é tudo o que existe de bom, belo e puro; uma criança pode-nos mostrar o seu sorriso, a sua alegria, a sua felicidade, o seu falar, os seus olhos brilhantes.  Na natureza, a beleza do canto dos pássaros, nas evoluções durante o voo das aves, na beleza e perfume das flores. A criança que temos dentro de nós, as recordações da infância. Feche os olhos e lembre-se de um momento feliz, de uma travessura, e você estará a viver ou revivendo uma lenda deste Orixá. Pois tudo aquilo de bom que nos aconteceu na nossa infância, foi regido, gerado e administrado por Ibeji.  Portanto, Ibeji já viveu todas as felicidades e travessuras que todos nós, seres humanos, vivemos.

Estátuas de Ibeji da Nigéria do início do século XX
Wendy Kaveney
Estátuas de Ibeji da Nigéria do início do século XX

Na África , as crianças representam a certeza da continuidade, por isso os pais consideram seus filhos sua maior riqueza. A preocupação com os sustento das crianças é freqüente entre os povos negros, haja a vista a miséria das cidades africanas e a situação do negro na escravidão e na diáspora.

No Brasil a  grande cerimônia dedicada a estes orixás acontece no dia  27 de setembro, dia de Cosme e Damião e 12 de outubro,dia das crianças,quando comidas como caruru, vatapá, bolinhos, doces, balas (associadas às crianças, portanto) são oferecidas tanto aos orixás como aos freqüentadores dos terreiros.




A saudação: Omi Ibejada!

O dia: Domingo

As cores: Azul e rosa

A comida: Caruru, vatapá, doces em geral e frutas

○  Numerologia: números, cursos e mapas

Os filhos

Os filhos de Ibeji são pessoas com temperamento infantil, jovialmente inconsequentes; nunca deixam de ter dentro de si a criança que já foram. Costumam ser brincalhões, sorridentes, irrequietos – tudo, enfim, o que se possa associar ao comportamento típico infantil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.