A clarividência vem sido muito cobiçada nos tempos atuais, mas devemos refletir: clarividência é um dom ou uma maldição?

A Clarividência nos tempos atuais se tornou um status muito cobiçado por muitas pessoas que buscam através de cursos, workshops, trabalhos espirituais, banhos e rituais que sua "mediunidade” apareça e se destaque, que ela possa ver, ouvir, falar, psicografar e se comunicar com o mundo dos espíritos de qualquer forma. Pessoas querem que seus dons apareçam e que se tornem pessoas premonitórias .

○ Leia mais:  Apometria e Clarividência

○  A Roda da Fortuna

Terceiro olho
Joice Oliveira
Terceiro olho

Mas para que na verdade? Qual o objetivo de querer a todo custo ter algum destes “ dons ”? Dons, deveres ou obrigações?

Sim, deveres e obrigações. Pois quando você é um clarividente que prevê o futuro e vê seres, espíritos e entidades; clariaudiente que ouve pensamentos dos outros, vozes e sons espirituais, que não são ouvidos com a audição, é algo mental, como um forte pensamento persistente; você se torna praticamente um prisioneiro em sua própria vida. Estrutura-se para um eterno servir, não tem hora para isso acontecer, não tem um tempo determinado para isso durar, não tem dia certo nem hora marcada.

Festas, trabalho, escola, na rua, mercado, sempre estão lá. Espíritos necessitados. Estamos rodeados por eles separados por uma barreira invisível que nos separa. Onde somente pessoas com “dons” podem percebe-los sempre e sempre.

Larimar: mármore de Atlântida

Além de ser um mundo extremamente solitário, pois são poucas as pessoas que realmente se importam se o médium está bem, que se preocupam com ele. Todos querem algo, saber algo, arrumar algo. Estamos aqui para isto, é claro, mas somos vistos como eternos gurus, solução, mas esquecem que somos seres humanos com sentimentos , amores e dores.

Que não podemos ir em locais muito cheios, pois nossa energia é sugada rapidamente, assim quase nos obrigando a viver uma vida mais restrita e solitária. Sem contar que todo esse “Glamour” dos dias atuais em ser médium somente iniciou a poucos anos. Antes éramos taxados de anormais, éramos crianças solitárias, sem amigos, beirando a barreira da sanidade e loucura. Enfim, não vou colocar tudo como algo maligno e cruel, tem sim seus bons momentos onde os irmãos perdidos são encaminhados e libertos. Onde as pessoas expressam seu alívio e sua gratidão por poderem viver melhor sem perturbações por algo que elas nem viveram ou lembravam. Onde um filho manda um recado para o seu pai e você pode consolar e acalentar uma dor, um coração.

 Abra sua mão e conheça seus mistérios

Todos nós perante Deus e o Universo temos e somos dotados de "dons". Uns com mais intensidade, outros com menos. Sempre reconheci e admirei pessoas que não tem os “dons” de ver, ouvir e sentir. Estes sim são pessoas de fé, pois acreditam no invisível, não tem provas de que realmente algo ou alguém está ali com eles, auxiliando nos trabalhos. Trabalham com o coração e tem a maior prova de amor incondicional de todas.

Um abraço

Paz e Luz

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.